Uma menina sem mãe e sem pai




Ela foi gerada num  proibido homem já era casado, e com filhos mais com outras mulheres, engravidou e nem deu importância para filha, parecia uma praga para ela, que nem dava importância, quem criou foi avó, avó com medo de perder a neta vai embora da cidade e cria  a menina, ela tinha medo do pai pega-la e ela nunca via, mais criou a neta com muita educação e com muito sacrifício, sempre com honestidade, não era muito de  ficar mimando, também a situação não era suficiente para mimos, objetivos a essa avó era a sua neta ser bem criada, educação e com humildade, elas sofreu muito na vida, mais a menina tinha uma vontade imensa em conhecer seu pai, ver o rosto do seu pai, e saber porque ele fez isso com ela, porque não criou, porque deixou a menina ser criada sem pai, pois ela não se dava com a mãe ela odiava a mãe dela, um dia a mãe dela apareceu e disse coisas para ela que realmente ficou na alma dela para sempre, marcou com uma dor e alimentou mais ódio nela.
“Não é minha filha é uma bastada, nem dando a luz a você me unido ao seu pai, foi um erro você”
E ela deu um tapa na cara da menina, a menina olhou para ela e disse, esse tapa jamais vou esquecer mais você também não vai e deu outra na própria mãe, elas era muito inimigas uma da outra, pois não foi ela que criou a filha, a menina nunca enfrentou a sua avó ela tinha um respeito enorme da sua avó pois ela que a criou ela.

Numa escada para o quintal pensou como pode um monstro daquele ser filha de uma mulher como avó dela que é ensina respeito e criou ela, cada dia aumentava, alimentava um ódio da mulher que deu a luz a ela, elas brigava mesmo a sério, uma falava na cara o que pensava  uma da outra...
Quando ela disse meu filho morreu e você ficou, você que devia ter morrido, depois daquelas palavras ela respondeu a mãe...
Nunca nasci para ser sua filha
A mulher parece que sentiu e saiu com uma  fúria, depois de ver a frieza da filha depois do que tinha dito a filha para magoa-la e ficou pensando na frieza da menina quando respondeu, viu ali naquele momento que ela não tinha nenhum sentimento a mãe , e nem considerava como a sua mãe, mais sim inimiga e ali sentiu uma dor.
A mãe foi embora para terra dela, e alguns tempo a madrinha da menina disse sua mãe faleceu ela nenhum momento teve alguma reação de tristeza e respondeu ta bom. Com uma frieza, madrinha assustada disse é a tua mãe?
Menina olha para madrinha e responde mãe é a senhora e a minha avó o amor que a menina tinha pela madrinha e avó era como filha, coisa que ela nunca sentiu pela mãe.
Pai ela nunca viu pois tambem ja faleceu, não guarda rancor por que nunca conheceu...

A avó faleceu e sofre até hoje era tudo na vida dela...
A menina sofre por não ter mais avó e não sente falta da sua mãe só também não odeia mais, o ódio que ela tinha foi junto com a mãe para o túmulo..


Texto Ariana Barbosa
Fatos Reais

0 comentários:

Postar um comentário